quarta-feira, 24 de dezembro de 2008


To confuso!!

Até ai não há novidade nenhuma, quem não está confuso que atire a primeira pedra!!

Tenho sentimentos ambíguos dentro de mim. Estou muito triste porque não fomos selecionados para o SESI (Viagem Teatral), eu tinha algo dentro de mim que dizia que seríamos selecionados, mas não deu. Fica para a próxima.

Eu sei que a vida não é feita só de vitorias, que se aprende mais ainda com as derrotas, mas eu não me sentiria nada triste em ser um burro vitorioso.

É estranho. Sempre sonho em chegar em um lugar e quando finalmente chego depois de muita luta simplesmente não aproveito. É um absurdo!! Ainda bem que acordei à tempo de perceber. Eu conquistei muitas coisas que sempre desejei e com a ganância batendo a minha porta não aproveitei nada.

Desde quando me envolvi com teatro tinha a vontade de trabalhar com o Zé Renato. Hoje já fazem quase dois anos que estou ao lado deste monstro sagrado do teatro e simplesmente aproveito 0,01% do que deveria. Neste próximo ano, vou aprender tudo que posso com ele. Essa enciclopédia do Teatro Brasileiro. Um dos poucos diretores de atores que ainda exercem a atividade no Brasil.

Mas não foi por isso, que entrei neste assunto. O verdadeiro motivo foi que não estou dando a devida atenção a uma conquista que é minha. Que foi feita depois de muitos esforços, muitos erros, muitas porradas... uma conquista que tem o suor derramado em cada ponto. Se eu voltar a minha mente a exatos 12 meses atrás, eu estava muito triste porque tinhamos acabado a primeira temporada da Jovem Guarda no Teatro Brigadeiro. A minha primeira incursão na direção, produção, e tudo mais que envolve o teatro.

Mesmo com a ENORME ajuda do Querido Fê Belo, eu tomei muitas porradas graças ao meu jeito de querer ser um cara legal, e ouvir a opinião de todos. E em Janeiro recebi como resposta uma pancada que me machucou muito que me fez quase desistir de tudo. Mas como eu sou teimoso, é esse é um dos meus grandes defeitos. E esse defeito me fez tentar de novo.

Um convite do Zé Renato me fez esquecer tudo aquilo que eu ouvi naquela tarde e tentar mais uma vez. Mas não apaguei tudo, só o que me pareceu desimportante. E fui tentar de novo. Ouvi algumas coisas que me machucaram de novo. A desconfiança das pessoas, ser chamado de coisas que não vale a pena repetir por pessoas que eu admirava e mais que profissionais eu tinha pra mim que eram amigos.

Mas o mundo me reservou mais que isso. Alguém um dia disse que quando se fecha uma porta se abre uma janela. Pois bem, se fechou uma portinhola e abriu se um Portão e dele adentraram pessoas maravilhosas que mesmo quando tinha tudo pra dar errado elas pegaram na minha mão e disseram: Vamos continuar!!

Eu sempre soube que tinha um belo espetáculo em mãos. E recebi dessas pessoas o que me faltava para acreditar. Eu precisava da confiança delas. E elas me deram. E hoje eu posso colher cada suor. Cada esperança, cada palavra, cada sentimento que essas pessoas depositaram em mim.

Então, para vocês que desacreditaram que um dia este espetáculo estaria no Teatro Folha. Engulam isso com um Veuve Clicquot. Por que sim Nos estamos no Teatro Folha e depois de muito trabalho.

Os nomes de Michele Zampieri, Mario Spatiziani, Carlos SanMartin, Laura Carolina, Vania Canto, Beto Sargentelli, Daniel Henares, Elle Henriques, Rafael Pucca, Beatriz Freitas, Gil Fernandes, Rafael Romera, Mauricio Gerace, Davi Canto, Leo Romano, Daniel Rocha, Deborah Graça, Tais Alexandre, Nick Vila Maior e Marllos Silva estaram nos cartazes do Teatro Folha.

Esses 19 seres humanos acreditaram em mim. E mesmo quando não concordam ainda assim acreditam que pode dar certo.

Por isso mesmo pensando no que vou fazer depois de Março, vou aproveitar cada segundo desta conquista!!

O talento é muito importante, mas o carater e a persistência são mais!!

Acho que mais que confuso eu estava entalado!!!

Um comentário:

Zirta disse...

Parabéns!!! Você merece ;)