terça-feira, 21 de abril de 2009

Será que foi a poluição?

Hoje aconteceu o casamento da Denise do OC. Infelizmente eu não pude estar presente, mas sei que deve ter sido uma bela festa. Desejo toda a felicidade possivel para a Denise e o Marcelo.

Voltei de viagem e já tive que ir no teatro tirar medidas para o figurino. A viagem por sinal foi muito boa. As viagens de RM sempre surgem em momentos que eu preciso respirar. Parece até que ele ouve os meus pensamentos.

Ando atravessando (muito mal por sinal) um momento conturbado da minha humilde vida. Estou há mais de duas semanas sem conseguir escrever uma linha. Os texto estão parados, não tenho vontade nem de ler o que já escrevi. Estou querendo apagar tudo.Mas devo confessar que voltei muito otimista da viagem. Com muita vontade de escrever, mas perdi novamente a vontade de fazer qualquer coisa.

Eu estou tendo que me adaptar as verdades. E uma delas é. Eu não tenho o menor talento para escrever, dirigir, iluminar e muito menos atuar. Talvez eu seja uma grande farsa. Talvez eu esteja me enganando nos ultimos 20 anos. Eu não tenho o menor talento para trabalhar com arte.

E como é dificil de assumir essas fraquezas. O mais correto seria fugir para outra cidade, estado, país... ou quem sabe com muita sorte Planeta. Recomeçar uma vida e esquecer esta de farsas e mentiras, de tantas derrotas.

Os herois que eu mais me identifico são Homem Aranha e Wolverine. E neste momento eu queria que acontecesse comigo o que acontece com o Wolverine. Tomar um tir na cabeça e esquecer todo o meu passado. Recomeçar do zero. Mas isso não é possível, se eu tomar um tiro na cabeça, eu não vou recomeçar. Eu vou só terminar com esta vida, e como sou um fraco não tenho coragem pra isso.

Então o que me resta é me adaptar. Me adaptar a vida como ela é e não com eu gostaria que ela fosse.

Aceitar a minha falta de talento, e que o amor que eu tenho pra oferecer é pouco é o começo. Antes eu pedia para que o que tenho pra oferecer ao mundo fosse o suficiente. Mas a partir de hoje eu vou pedir para que me ajude a aceitar o que me foi oferecido.

Ainda me resta aplaudir o sucesso dos amigos. Que ainda bem estão constantes!

A viagem me fez bem, mas voltar me fez tão mal!!


Um comentário:

Vitor disse...

Pô, não posso ficar longe de SP que você começa a pensar abobrinha! Vamos mudar isso aí logo!